terça-feira, 8 de novembro de 2011

MÚSICA JARDINENSE DE LUTO: MORRE O MAESTRO VALMIR FONSECA



Faleceu na tarde de hoje, 08 de novembro de 2011, o maestro da Filarmônica Santa Cecília no estado de Alagoas, Valmir Fonseca  de Souza. Natural de Jardim do Seridó/RN, Valmir era filho do ex maestro da Banda Musical Euterpe Jardinense Valdermar Antônio de Souza, irmão do músico da Euterpe Jardinense, Vamilson, conhecido popularmente como “Vermelho”, Valmiton, Valdemar Júnior, Valnete, Lídia, Aniele e Anunciada.

Valmir pertenceu a banda de música de Jardim do Seridó/RN durante a durante as décadas de 1970 e 1980, tocando tuba, trombone e bombardino. Participou também da antiga Banda de Música Tarcísio Maia da cidade de Carnaúba dos Dantas/RN e Banda de Música Onze de Fevereiro da cidade de Parelhas. Animou muitos carnavais em cidades seridoenses acompanhando a Banda Estrelar de Caicó.

Há mais de vinte e cinco anos mudou-se para a cidade de Água Branca/AL, onde tornou-se maestro da Filarmônica Santa Cecília. Antes, fundou uma banda de música na cidade Delmiro Gouveia.

Sempre que vinha a Jardim visitar sua família, procurava a banda Euterpe, seja durante a realização dos ensaios, seja em tocatas ou retretas, nunca perdendo o vinculo afetivo com o referido grupo musical.

O corpo do maestro Valmir chegará em Jardim do Seridó/RN por volta das 19 horas e ficará na Funerária de João de Deus até as 06 da manhã de amanhã, dia 10 de novembro de 2011, quando seguirá em cortejo para a sede da Banda Musical Euterpe Jardinense, onde será velado até a hora da missa de corpo presente, às 08 horas, e enterro, que será realizado às 09 horas da manhã. na Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição.

Estão confirmadas as presenças da Filarmônica 11 de Fevereiro da cidade de Parelhas/RN e da Filarmônica Santa Cecília da cidade Água Branca/AL no enterro do maestro Valmir em Jardim do Seridó/RN

Mais informações acerca da missa de corpo presente e do enterro a qualquer momento.

Do Blog: Vai Com Deus amigo Valmir, que os frutos cultivados através de seu dom, seu amor e seus ensinamentos musicais transmitidos em vida, possam continuar sendo colhidos na terra, mostrando que apesar de ter ido para junto do Grande Arquiteto, você continua vivo em nossas lembraças e em nossos corações.

4 comentários:

  1. Esse cara é um dos mais brilhantes que já conheci, Sou Michel Sandes, moro em Florianópolis, mas sou natural de Água Branca onde tive a honra de ser aluno do Maestro Walmir.
    O dia é de profunda tristeza, só quem conviveu com ele sabe o quanto era bom sua companhia. Mas, como a vida não é justa, levamos mais essa rasteira. Vamos nos levantar e repassar os conhecimentos e alegrias que nosso amigo nos deixou.
    Parabéns a todo povo de Jardim do Seridó/RN, por ter tido um filho tão ilustre. Devo dizer que Wlamir também é Aguabranquense, foi um dos mais taletosos filho de Água Branca.

    ResponderExcluir
  2. maestro Valmir meu padrinho de crisma me orgulho ter aprendido tudo sobre musica partido dele ,essa data e concerteza uma das mais triste da minha vida pois a banda jamais sera a mesma sem ele .junior agua branca ...sbc são paulo

    ResponderExcluir
  3. Luiz Carlos Sandes Paranhos9 de novembro de 2011 22:40

    À três anos passados tive a honra de conhecer o Valmir Fonseca na cidade de Marechal Deodoro-Al, quando da realização do Painel FUNARTE e de lá para cá ficamos sempre em contato, sendo a maioria das vezes por telefone e algumas vezes pessoalmente.E ultimamente o contato estava frequênte, pois lhe foi feito o convite para o encontro de Bandas que sera realizado em Piaçabuçu-Al.
    Meu irmão repouse ao lado de Deus.

    Luiz Carlos Sandes Paranhos
    Maestro da Banda de São Miguel dos Campos-Al
    ( De 2005 até outubro de 2011 )

    ResponderExcluir
  4. IRAN LIBERATO.
    Jardim perde mais um grande músico "MAESTRO". Pois o pouco tempo que fiz parte da minha querida Banda Euterpe Jardinense, tive o prazer de tê-lo como maestro, naqueles ensaios que na época eram a tarde, pois os integrantes que estudavam a noite, os ensaio eram a tarde. Sempre com seu dom que Deus lhe deu, nos ensinando com muita paciência. Lembro que o Dobrado "Silvio Romero", uma parte que ficava só os clarinetes, bastante difícil, com muita paciência o conterrâneo e maestro, não mediu esforço e passou um ensaio só com os Clarinetes. Aí foi um sucesso.
    Descanse em PAZ meu irmão. Iran Liberato atualmente no Rio de Janeiro-RJ.

    ResponderExcluir